Réplica chinesa do Titanic abre ao público no final de 2017

Réplica chinesa do Titanic abre ao público no final de 2017

 

Lusa/AO online   Internacional   4 de Jun de 2015, 11:12

Uma réplica de tamanho real do Titanic abrirá ao público em outubro de 2017, na província chinesa de Sichuan, onde a empresa promotora do projeto pretende atrair a milhares de turistas.

 

A construção da réplica deverá ser finalizada em agosto desse ano, mas apenas abrirá as portas ao público dois meses depois.

O Grupo de Investimento Energético Sete Estrelas de Sichuan, de capital privado, anunciou no início do ano que vai investir 164 milhões de dólares (120 milhões de euros) na construção do navio.

O ambicioso projeto nasceu com o objetivo de transformar o pequeno condado rural de Daying (Sichuan) num destino turístico de primeira classe, pelo que o "Titanic chinês" permanecerá atracado no rio Qi.

A empresa chinesa contratou uma firma norte-americana de alta tecnologia para lhe entregar desenhos baseados no Olympic, navio gémeo do Titanic.

O Olympic foi o primeiro dos três transatlânticos de "classe olímpica", entrou ao serviço em 1910 e percorreu vários mares durante 24 anos até ao último porto em Southampton, no Reino Unido.

Além do Titanic, a empresa chinesa pretende criar um museu contando a história do navio que chocou contra um iceberg a 14 de abril de 1912, na sua viagem inaugural, e se afundou, provocando a morte a 1.490 pessoas, uma das maiores tragédias náuticas da história.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.