Rentrée na UE arranca em força na terceira semana de setembro, dominada pelo Brexit

Rentrée na UE arranca em força na terceira semana de setembro, dominada pelo Brexit

 

Lusa/AO Online   Internacional   25 de Ago de 2016, 11:20

A rentrée política europeia vai arrancar em força na terceira semana de setembro, com plenário do Parlamento Europeu a começar a 12, balanço do estado da União pelo presidente da Comissão a 14 e Conselho Europeu informal a 16.

 

Apesar de formalmente nunca parar, a maquinaria política europeia ‘arrefece’ durante o mês de agosto, recomeçando acelerar nos últimos dias do mês, com a questão do divórcio do Reino Unido (Brexit) a dominar as agendas.

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, vai regressar ao seu gabinete na sexta-feira e o Colégio de Comissários reúne-se a 07 de setembro, estando todavia marcado para 30 de agosto o habitual seminário anual dos representantes nomeados pelos Estados-membros, em local ainda não divulgado.

Mas a terceira semana de setembro é aquela onde se congregam eventos de maior importância: o discurso sobre o estado da União, proferido a 14 por Juncker, perante a sessão plenária do Parlamento Europeu (PE) - que começa a 12, em Estrasburgo, França - e um Conselho Europeu informal, sem o Reino Unido, em Bratislava.

O futuro da UE após os britânicos terem decidido, por referendo em junho, abandonar o ‘barco’ europeu, será o grande tema da ‘rentrée’.

No que respeita ao Conselho da União Europeia (UE), a presidência semestral – a cargo da Eslováquia até final de dezembro – agendou uma reunião informal dos ministros dos Negócios Estrangeiros, em Bratislava, nos dias 02 e 03 de setembro, a que se segue, no dia 09, uma reunião dos responsáveis pelas Finanças dos 28 estados-membros e outra dos da zona euro.

O PE, por seu lado, retoma os trabalhos em Bruxelas no dia 29 de agosto, data para a qual está agendada a primeira reunião de comissões parlamentares, no caso a dos Assuntos Externos, da qual o eurodeputado Francisco Assis (PS) é membro e Ana Gomes (PS) e Paulo Rangel (PSD) suplentes.

Também no início de setembro, para 4 e 5, está agendada uma reunião do G20, na China, com a participação de Juncker e do presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.