Rei da Bélgica nomeia senador para missão de conciliação


 

Lusa/AO online   Internacional   21 de Out de 2010, 18:42

O rei Albert II da Bélgica encarregou esta quinta-feira o senador socialista flamengo Johan Vande Lanotte de «preparar o terreno» para um reinício das negociações para a formação de um novo Governo, após quatro meses de impasse entre flamengos e francófonos.
“O rei recebeu hoje em audiência no castelo de Laeken Johan Vande Lanotte e encarregou-o de uma missão de conciliação” entre os sete partidos envolvidos há quatro meses nas negociações, indica um comunicado do Palácio.

“O seu primeiro objectivo será restaurar a confiança” com base nos trabalhos já realizados pelos partidos, adianta o comunicado.

A nomeação ocorre quatro dias depois da rejeição pelos partidos francófonos de um relatório aconselhando uma profunda reforma do sistema federal belga, aumentando a autonomia das regiões, que foi redigido pelo independentista flamengo Bart De Wever, vencedor das legislativas de 13 de Junho, do lado flamengo.

Johan Vande Lanotte, de 55 anos, e eleito senador em Junho, foi ministro do Interior e do Orçamento entre 1995 e 2005. Bilingue, respeitado por francófonos e flamengos, é também um especialista nas questões institucionais, área muito complexa na Bélgica.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.