Banca

Regulador britânico aplica multa recorde à Goldman Sachs


 

Lusa/AO online   Economia   9 de Set de 2010, 11:49

O regulador britânico dos mercados multou o banco de investimento Goldman Sachs no valor recorde de 17,5 milhões de libras (21 milhões de euros) por não ter informado que estava a ser investigado por fraude nos EUA.
Segundo a Financial Services Authority (FSA), a multa – a maior aplicada até hoje pelo regulador – resultou de “falhas na disponibilização de informação apropriada” e foi dirigida à Goldman Sachs International (GSI), subsidiária da Goldman Sachs com sede em Londres.

“A GSI não tentou esconder nada, mas os seus controles e sistemas deficientes fizeram com que o nível e a qualidade da sua comunicação com a FSA caíssem muito abaixo do exigível”, afirmou a directora executiva do regulador britânico, Margaret Cole.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.