Saúde

Região vai ter três unidades de Medicina Nuclear

Região vai ter três unidades de Medicina Nuclear

 

Lusa / AO online   Regional   6 de Jan de 2010, 11:08

O Governo Regional dos Açores classificou como ‘Projecto de Interesse Regional’ a instalação de três unidades de diagnóstico clínico por imagem, num investimento de 17 milhões de euros que marca a introdução da Medicina Nuclear no arquipélago.
O projecto, segundo o comunicado do Conselho de Governo divulgado esta quarta-feira, prevê a instalação de duas unidades de diagnóstico clínico por imagem em S. Miguel e na Terceira e de uma unidade de produção e distribuição de isótopos emissores de positrões na Terceira.

Ainda na área da saúde, o executivo regional aprovou, na primeira reunião do ano, a criação de uma central de compras, através da qual serão adjudicados e celebrados os contratos de aprovisionamento de bens e serviços para as unidades de saúde da região.

Na perspectiva do executivo, esta central de compras permitirá libertar as unidades de saúde dos processos burocráticos relacionados com as aquisições de bens e serviços, além de uniformizar os preços de aquisição em todo o arquipélago.

O governo regional aprovou ainda a adjudicação da construção do novo Centro de Saúde da Graciosa, no valor de cerca de 7,3 milhões de euros.

Este novo centro, que terá três pisos, vai dispor de módulos de radiologia, laboratório, urgências, ambulatório, materno-infantil e fisioterapia, além de um serviço de internamento com 16 camas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.