Mar

Região quer protecção do mar até às 200 milhas

Região quer protecção do mar até às 200 milhas

 

Olímpia Granada   Regional   16 de Set de 2010, 11:06

O Subsecretário Regional das Pescas considerou quarta-feira, na Horta, ser “absolutamente prioritário” que volte a ser criada nos mares dos Açores “uma zona de protecção permanente de 200 milhas”.
A ideia foi avançada por Marcelo Pamplona no encerramento do II Encontro Internacional do Grupo de Trabalho para a Conservação da Tartaruga Caretta caretta do Atlântico Noroeste, que decorreu nos últimos três dias na ilha do Faial.

Para o governante, citado em nota do Gabinete de Apoio à Comunicação Social  do Executivo regional,  “se não existir um plano de exploração das pescarias que tenha em conta a protecção da biodiversidade e a capacidade de pesca de cada região marinha, o declínio da prosperidade das regiões com tradição marítima, como a dos Açores, será uma inevitabilidade”.

Para Pamplona, desde que o regulamento comunitário das Águas Ocidentais entrou em vigor, “o esforço de pesca duplicou no Mar dos Açores e o seu ordenamento e a sua gestão tornou-se mais difícil”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.