Região investe este ano 2,5 ME em vários quartéis de bombeiros

Região investe este ano 2,5 ME em vários quartéis de bombeiros

 

Lusa/AO online   Regional   5 de Abr de 2016, 16:31

O secretário da Saúde dos Açores, Luís Cabral, disse que o executivo regional vai investir este ano 2,5 milhões de euros na requalificação de vários quartéis de bombeiros no arquipélago.

 

Luís Cabral falava à margem da assinatura do protocolo de colaboração financeira entre a Secretaria Regional da Saúde e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Santa Cruz das Flores para a remodelação e ampliação das instalações da corporação.

A iniciativa estava integrada na visita estatutária que o Governo dos Açores está a realizar até quarta-feira à ilha das Flores.

O governante adiantou que “está em curso a obra de remodelação do quartel de Vila do Porto, na ilha de Santa Maria”, explicando que este ano será também lançada a obra do quartel dos bombeiros de Lajes do Pico.

Segundo Luís Cabral, que tem a tutela da Proteção Civil nos Açores, em 2016 avançam também os novos quartéis da Povoação, na ilha de São Miguel, e da Horta, na ilha do Faial, “prevendo-se a conclusão do projeto relativo aos bombeiros do Nordeste, também em São Miguel, cuja obra deverá iniciar em 2017”.

“São obras inscritas na Carta Regional de Obras Públicas que este ano totalizam 2,5 milhões de euros”, referiu o secretário regional da Saúde.

Quanto ao investimento no quartel de Santa Cruz das Flores, no valor de cerca de 650 mil euros e com um prazo de execução de 270 dias, visa “reforçar a eficácia operacional e o grau de prontidão do corpo de bombeiros”.

Luís Cabral esclareceu que a obra deverá “arrancar muito em breve”, estando apenas dependente “da autorização formal dos fundos comunitários”.

“É uma obra que vai ao encontro das expectativas da corporação, mas que não deve servir apenas para termos um edifício grande, bonito”, declarou, adiantando que dará a quem presta serviço na instituição um “edifício renovado e com funcionalidade”.

O responsável destacou ainda que vai permitir à associação humanitária ter “a vertente feminina com as devidas condições de alojamento e trabalho”, notando que nas corporações da região onde estão a ser criadas condições para o corpo feminino "há um aumento significativo de bombeiras voluntárias".

O Estatuto Político-Administrativo dos Açores impõe que o executivo regional visite cada uma das ilhas da região pelo menos uma vez por ano e que o Conselho do Governo se reúna na ilha visitada. Esta é a última visita estatutária às Flores na atual legislatura.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.