Região avalia rescisão de contrato da informatização da Saúde


 

Paula Gouveia   Regional   19 de Dez de 2010, 13:21

A Saudaçor pode a qualquer momento rescindir o contrato com a Indra Sistemas Portugal para implementação do Sistema de Informação da Saúde - Açores Região Digital (SIS-ARD)

Passaram já 90 dias do último prazo autorizado pela Secretaria Regional da Saúde, através da Saudaçor, para a operacionalização do sistema - 30 de Julho - e a empresa pública, como explica Maria Laurentina Mendes, presidente do conselho de administração da Saudaçor, está “a analisar e a reflectir ponderadamente as decisões a tomar”.

“É possível a resolução do contrato a qualquer momento, todavia existe também a possibilidade de reflexão e análise do comportamento e encontramo-nos exactamente nessa fase”, adianta a responsável pela empresa.

Desde 2 de Agosto, data da carta enviada à Indra a informar de que a partir daquele momento seriam aplicadas as penalizações contratuais diárias (no valor de 2700 euros), a empresa fornecedora do SIS-ARD já perdeu 380 mil euros.

Leia esta notícia na íntegra no jornal Açoriano Oriental de domingo, dia 19 de Dezembro de 2010


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.