Nigéria

Reféns libertados após dez dias de cativeiro


 

Lusa/AO online   Internacional   18 de Nov de 2010, 10:46

Sete pessoas – dois franceses, dois norte-americanos, dois indonésios e um canadiano – foram libertadas depois de terem sido raptadas no dia 8 de uma plataforma petrolífera na Nigéria, anunciou a ministra francesa dos Negócios Estrangeiros, Michele Alliot-Marie.
O grupo foi raptado da plataforma de extracção de petróleo da empresa Afren pelo Movimento para a Emancipação do Delta do Níger (MEND), um grupo armado que luta por uma repartição dos proveitos petrolíferos.

A libertação deste grupo de sete pessoas acontece uma semana depois de outros três franceses, que trabalham numa outra companhia petrolífera, terem sido sequestrados noutro campo de extracção naquele país.

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, também demonstrou “particular preocupação” por outros cinco trabalhadores, do grupo nuclear francês Areva, sequestrados na Nigéria no passado dia 16 de Setembro, e que estão nas mãos da Al Qaida no Magrebe Islâmico.

Dois jornalistas da estação de televisão pública France 3 também estão reféns no Afeganistão desde 30 de Dezembro passado e um agente dos serviços secretos franceses está sequestrado na Somália desde o dia 14 de Julho do ano passado.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.