Reembolsos de IRS superam os 2 mil ME até ao fim de maio

Reembolsos de IRS superam os 2 mil ME até ao fim de maio

 

Lusa/Açoriano Oriental   Economia   2 de Jun de 2017, 18:29

Os reembolsos do IRS - Imposto sobre o Rendimento de pessoas Singulares superaram os dois mil milhões de euros até 31 de maio, o último dia para a entrega das declarações relativas a 2016, segundo o Governo.

O Ministério das Finanças informou hoje em comunicado que, até 31 de maio "foram entregues 5.184.103 declarações de IRS", mais 4% do que no ano passado, sendo que, "destas declarações, cerca de 80% estão já tratadas pela Autoridade Tributária e Aduaneira (AT)".

Quanto a reembolsos, foram emitidas 2,2 milhões de ordens num total de 2,1 mil milhões de euros, de acordo com a tutela que acrescenta que, "além das declarações que deram origem a reembolso, há a registar 1,4 milhões de declarações sem reembolso ou pagamento e 585 mil notas de cobrança".

Considerando todo o universo de declarações entregues, verificou-se que "mais de 800 mil contribuintes" optaram pelo IRS Automático, pelo que "confirmaram a declaração sem qualquer alteração".

Relativamente aos prazos médios de reembolso, este ano, foi de "cerca de 23 dias, o que o gabinete de Mário Centeno diz corresponder a "uma significativa redução face ao ano passado (36 dias) e ao ano anterior (30 dias)".

A redução do tempo médio de reembolso "deve-se sobretudo ao novo IRS Automático, que permitiu um aceleramento do processamento das declarações, mas também a uma maior celeridade no tratamento das declarações entregues pelo modo normal".

Este ano, o prazo para a entrega da declaração de IRS foi mais amplo, de 01 de abril a 31 de maio, e foi igual para todos os contribuintes, independentemente do tipo de rendimentos (pensionistas, de trabalho, recibos verdes ou outros) e do modo de entrega da declaração (na Internet ou no papel).

Outra alteração introduzida este ano foi o preenchimento automático da declaração para os pensionistas e trabalhadores por conta de outrem sem dependentes ou ascendentes a cargo.

Estes contribuintes podem optar pelo IRS Automático, que permite que a declaração seja entregue de forma simples e rápida, bastando a validação dos dados inseridos automaticamente, ou pela entrega da declaração também com informação já pré-preenchida mas que o contribuinte pode alterar.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.