Poupança

Redução de benefícios não afecta investimento em PPR


 

Lusa/AO online   Economia   23 de Nov de 2010, 17:38

A perda de benefícios fiscais e a redução na percentagem do reembolso fiscal não teve impacto na decisão dos portugueses em investir em Planos Poupança Reforma, segundo um estudo divulgado esta terça-feira.
De acordo com o estudo da Optimize - Investment Partners sobre Reformas e Pensões em Portugal, não existe qualquer impacto negativo nos PPR face a alterações dos seus benefícios fiscais como aconteceu em 2005, ano em que o governo decretou o seu desaparecimento em sede de IRS, embora o tenha retomado em 2006.

Actualmente é possível deduzir 20 por cento dos valores investidos nestes produtos, com um teto máximo de 400 euros, mas no próximo ano está previsto, ao abrigo do OE2011, que o benefício não vá além dos 100 euros.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.