Birmânia

Recurso de Aung San Suu Kyi decidido nos próximos 30 dias

Recurso de Aung San Suu Kyi decidido nos próximos 30 dias

 

Lusa / AO online   Internacional   18 de Jan de 2010, 14:18

O Supremo Tribunal da Birmânia deverá decidir nos próximos 30 dias sobre o recurso apresentado pela opositora Aung San Suu Kyi contra a última condenação, disse esta segunda-feira um dos advogados, após a apresentação dos últimos argumentos aos magistrados.
A premiada com o Nobel da Paz, de 64 anos, foi condenada em Agosto a três anos de prisão e de trabalhos forçados por ter dado abrigo a um norte-americano que conseguiu nadar até à sua casa, nas margens de um lago.

A pena foi logo substituída por um prolongamento da prisão domiciliária por mais 18 meses, o que excluiu a opositora da paisagem política para as eleições prometidas para este ano.

"Esperamos uma resposta do Tribunal (Supremo) no período de um mês", afirmou à agência noticiosa francesa AFP o chefe da equipa de defesa de Suu Kyi, Kyi Win, após uma última audiência de três horas.

"Esperamos que eles aceitem os nossos argumentos e libertem Aung San Suu Kyi. A lei está completamente do nosso lado", adiantou.

Em caso de resposta negativa, os advogados podem recorrer ao presidente do Supremo Tribunal, antes de se dirigirem directamente, se necessário, ao governo militar.

Depois da sua condenação, Aung San Suu Kyi escreveu ao generalíssimo Than Shwe, o homem forte da junta que dirige o país, pedindo para se encontrar com ele.

Não recebeu resposta formal ao pedido, mas já se reuniu com o oficial de ligação da junta em quatro ocasiões e teve ainda autorização para um encontro com diplomatas estrangeiros e mesmo, em Dezembro, com quadros do seu partido, a Liga Nacional para a Democracia (LND).

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.