Recordes europeus de atletismo vão ser analisados para garantir ausência de doping

Outras modalidades /
Atletismo

1620 visualizações   

A Associação Europeia de Atletismo vai examinar a sua lista de recordes no sentido de conferir credibilidade aos registos e garantir que estão limpos de doping, anunciou hoje o organismo.
 

 

Os atuais registos europeus incluem alguns recordes estabelecidos na década de 80 por atletas dos países do bloco de leste, incluindo a Alemanha Oriental, alguns dos quais persistem como máximos mundiais.

O presidente da Associação Europeia de Atletismo, o norueguês Svein Arne Hansen, pretende que “os registos sejam 100 por cento confiáveis” e criou um gabinete para examinar e dar credibilidade aos recordes.

"Há a ideia de que isso não é atualmente o caso com algumas das marcas que vigoram na lista de recordes europeus", refere em comunicado Svein Arne Hansen, que é igualmente membro da Associação das Federações Internacionais de Atletismo (IAAF).

O dirigente acrescentou que tem estado em contacto regular com o presidente da IAAF, Sebastian Coe, e que o organismo que tutela o atletismo mundial irá acompanhar esta missão.

"Esta é obviamente uma questão delicada e difícil que eles [IAAF] terão que acompanhar e ter parte ativa em qualquer decisão que se tomar”, referiu ainda Svein Arne Hansen.

O grupo de trabalho, que se propõe apresentar resultados em setembro, é presidido pelo irlandês Pierce O'Callaghan, responsável pelo Mundial2017, a realizar em Londres.