Recolha de destroços do avião da Malaysia Airlines começou na Ucrânia

Recolha de destroços do avião da Malaysia Airlines começou  na Ucrânia

 

AO/Lusa   Internacional   16 de Nov de 2014, 10:03

As operações de retirada dos destroços do Boeing da Malaysia Airlines, abatido em julho sobre o leste da Ucrânia, começaram este domingo, quatro meses depois da tragédia que fez 298 mortes, segundo a AFP.

 

Os funcionários da autoproclamada República de Donetsk começaram por cortar os destroços com serra metálica, tendo os primeiros pedaços sido levantados por um caminhão-guindaste para serem colocadas no reboque de outro veículo, perto da aldeia Grabove, na zona detida pelos separatistas, onde o avião foi destruído.

“Esperamos terminar dentro de dez dias. Começámos pelas partes maiores e depois passamos às mais pequenas”, disse aos jornalistas um responsável das autoridades separatistas.

Os destroços deverão ser transportados para a Holanda a fim de serem examinados pelo Gabinete de Segurança, encarregue de investigar as causas da tragédia.

A Ucrânia e o Ocidente afirmam que o aparelho foi abatido por um míssil terra-ar fornecido pela Rússia aos separatistas pró-russos.

A Rússia nega as acusações, apontando o dedo às tropas ucranianas.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.