Rebocador russo afunda-se e nove tripulantes estão desaparecidos


 

Lusa/AO Online   Internacional   27 de Ago de 2010, 12:53

Um rebocador afundou-se hoje no rio Lena (Sibéria) com 14 tripulantes a bordo, dos quais apenas três foram resgatados com vida, informou o Ministério de Situações de Emergência da Rússia.

O rebocador afundou-se durante a madrugada, a cerca de 30 metros da margem do rio na república de Sakha (Iakútia), segundo as agências russas.

Os resgatados são o capitão e dois dos marinheiros, que estão bem, segundo fontes médicas.

Mais tarde, as equipas de salvamento encontraram os cadáveres de dois marinheiros.

As buscas dos restantes membros da tripulação prosseguem, trabalho que envolve vários navios e um helicóptero de salvamento que transporta uma equipa médica.

O Ministério de Emergências considera que, devido ao forte vento e à temperatura, que ronda os quatro graus Celsius, os desaparecidos não conseguirão resistir durante muito tempo na água.

A embarcação afundou-se quando tentava rebocar um pesqueiro que tinha naufragado na foz do Lena, o rio mais longo da Rússia e um dos mais caudalosos do mundo.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.