Reabilitação urbana reforça tendência de crescimento com subida de 4,3% em novembro

Reabilitação urbana reforça tendência de crescimento com subida de 4,3% em novembro

 

Lusa/AO online   Nacional   28 de Dez de 2017, 09:09

A atividade de reabilitação urbana em Portugal mantém a tendência de crescimento, registando um acréscimo de 4,3% em novembro, em termos homólogos, segundo o barómetro da Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN), hoje divulgado.

Além do crescimento do nível de atividade, verificou-se “um forte aumento” na carteira de encomendas de reabilitação urbana, com uma subida de 40,7% em novembro, em termos homólogos.

Com base num inquérito aos empresários que operam no setor da construção, realizado pela AICCOPN, relativo ao mês de novembro, o aumento da carteira de encomendas “deverá permitir às empresas terminar o ano de 2017 com boas perspetivas no segmento da reabilitação”.

Em relação à produção contratada em meses, ou seja, o tempo assegurado de laboração a um ritmo normal de produção, “fixou-se em 8,3 meses, o que traduz uma subida de 23% face ao observado no mesmo mês do ano anterior”, avançou a AICCOPN, em comunicado.

Fundada em 1892, a AICCOPN é uma associação de âmbito nacional que representa cerca de 8.000 empresas do setor da construção civil e obras públicas.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.