Rastreio de obesidade infantil arranca no segundo trimestre


 

Lusa/AO Online   Regional   23 de Jan de 2010, 09:38

O Governo Regional dos Açores vai iniciar no segundo trimestre deste ano um rastreio de obesidade infantil entre os alunos do quinto ano de escolaridade, para "monitorizar padrões e tendências alimentares", disse hoje à Lusa fonte oficial.

“Tudo indica que este projecto, incluído no Plano Regional de Prevenção e Controlo da Diabetes e Luta Contra a Obesidade, possa estar no terreno ao longo do segundo trimestre deste ano”, salientou uma fonte da Secretaria Regional da Saúde.

O rastreio será feito pelos centros de saúde, estando actualmente a decorrer o processo de contratação dos profissionais necessários, para que todas as unidades de saúde do arquipélago “disponham de nutricionistas e técnicos dietistas".

"Actualmente existem 19 profissionais de saúde nesta área, entre nutricionistas e técnicos dietistas" salientou a fonte.

As estratégias de intervenção para combater a obesidade infantil incluem ainda programas de educação para a saúde e de promoção de estilos de vida saudáveis nas escolas públicas, em concertação com a Direcção Regional da Educação e Formação.

A regulamentação da “disponibilidade de alimentos com elevado teor de calorias, sal, açúcar e gorduras nas cantinas e bares das escolas, nos serviços públicos e nas empresas” é outra das medidas anunciadas.

A Secretaria Regional da Saúde pretende ainda, em colaboração com a Direcção Regional do Desporto, lançar programas para a promoção da prática desportiva e de estilos de vida saudáveis nas escolas públicas.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.