Rádios e cacifos vencem primeiro orçamento participativo escolar em Ponta Delgada

Rádios e cacifos vencem primeiro orçamento participativo escolar em Ponta Delgada

 

Lusa/AO Online   Regional   30 de Jan de 2017, 18:28

Criação de rádios, instalação de cacifos e painéis de azulejos foram projetos vencedores na primeira edição do Orçamento Participativo Escolar (OPE) da Câmara de Ponta Delgada, nos Açores, que envolveu seis escolas públicas do concelho, foi hoje anunciado.

“Estes projetos serão agora executados pela Câmara Municipal entre fevereiro e agosto, com um ciclo de execução que corresponde ao ano escolar”, afirmou o vice-presidente da Câmara de Ponta Delgada, Fernando Fernandes, na apresentação dos projetos vencedores da primeira edição do Orçamento Participativo Escolar neste concelho da ilha de São Miguel.

Fernando Fernandes revelou que os projetos mais votados no caso das Escolas Básicas e Integradas dos Arrifes e das Capelas foram a instalação de cacifos e no caso da EBI dos Ginetes os alunos optaram pela colocação de painéis de azulejos nas freguesias dos Mosteiros, Sete Cidades e Ginetes.

Quanto às três escolas secundárias do centro de Ponta Delgada, Antero de Quental, Domingos Rebelo e Laranjeiras, o vice-presidente da autarquia referiu que os projetos vencedores foram a criação de rádios escolares.

“Dos 6.518 alunos das seis escolas votaram 2.849 estudantes, o que corresponde a uma taxa de adesão de 43,7%”, indicou Fernando Fernandes, considerando que houve uma “participação extraordinária” na primeira edição do OPE.

O vice-presidente da autarquia explicou que, no ano letivo 2016/2017, coube aos alunos do 7º ano de escolaridade propor projetos, que foram depois votados por todos os estudantes dos seis estabelecimentos de ensino concorrentes.

O Orçamento Participativo Escolar em Ponta Delgada tem uma afetação anual de 1.500 euros por escola da rede pública concorrente.

“Dos 888 alunos do 7º ano de escolaridade do nosso concelho, que poderiam participar neste OPE, 441 estiveram nos encontros de participação”, disse Fernando Fernandes, indicando que foram apresentadas inicialmente 72 propostas a votação.

De acordo com o regulamento do OPE, as propostas dos alunos deverão enquadrar-se em áreas temáticas como a educação, formação, ambiente, sustentabilidade, cultura, património, desporto, lazer, cidadania, solidariedade ou tecnologias de informação e comunicação.

Com o OPE, a autarquia de Ponta Delgada pretende contribuir para uma política de proximidade e transparência, fomentar a educação cívica, aprofundar a cidadania participativa e a cultura democrática no meio escolar, assim como o diálogo entre eleitores, Conselho Local de Educação, escolas, docentes e alunos.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.