Rabo de Peixe com dois postos móveis de PSP até conclusão da nova esquadra

Rabo de Peixe com dois postos móveis de PSP até conclusão da nova esquadra

 

Lusa/AO Online   Regional   19 de Jun de 2015, 14:07

A esquadra da PSP de Rabo de Peixe, Ribeira Grande, Açores, é hoje desativada e, até estarem concluídas obras num novo edifício, a vila terá dois postos móveis da polícia, anunciou o Comando Regional daquela força de segurança.

A esquadra da PSP de Rabo de Peixe está instalada num local com risco de derrocada, como havia já sido referido, pelo que "foi decidido proceder à desativação deste equipamento policial" a partir de hoje, informou o Comando Regional da Polícia de Segurança Pública (PSP) nos Açores, em comunicado.

"De modo a continuar a assegurar o atendimento ao público em Rabo de Peixe, serão disponibilizados dois postos móveis da PSP, caracterizados, junto à nova capela mortuária” da localidade, acrescenta a mesma nota.

Por outro lado, a PSP informou que a sua presença na vila "continuará a ser garantida durante as 24 horas do dia": "Além dos dois pontos de atendimento, serão mantidos na via pública os meios policiais em patrulhamento motorizado e apeado".

O comando da PSP nos Açores sublinhou "o caráter temporário" destas medidas, que vigorarão até estarem "concluídas as obras de adaptação da nova Esquadra PSP de Rabo de Peixe, que ficará instalada nas antigas instalações da Santa Casa da Misericórdia da Ribeira Grande".

Na quinta-feira, o presidente da Junta de Freguesia de Rabo de Peixe afirmou que a população está insatisfeita com a transferência da PSP e admitiu protestos se não houver um retrocesso na decisão.

Jaime Vieira disse compreender que era “inevitável” a mudança de instalações da PSP em Rabo de Peixe, devido ao perigo de derrocada do atual imóvel, mas espera que “dentro de uma a duas semanas no máximo a esquadra volte”.

O presidente da Junta de Freguesia considerou inaceitável que a presença da PSP na vila ficasse reduzida a um posto móvel, lembrando que vivem em Rabo de Peixe 10 mil pessoas.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.