Quatro pessoas da mesma família foram mortas na Índia acusadas de bruxaria

Quatro pessoas da mesma família foram mortas na Índia acusadas de bruxaria

 

AO/Lusa   Internacional   1 de Nov de 2015, 12:13

Quatro pessoas de uma mesma família foram assassinadas a machadadas hoje por dois irmãos que os acusavam de bruxaria, numa aldeia no estado de Jharkhand, no leste da Índia, segundo uma fonte policial citada pela agência EFE.

 

Os dois irmãos entraram na casa das vítimas pouco depois da meia-noite local e mataram uma idosa de 75 anos e os seus três filhos adultos, disse Inderjeet Mahatha, superintendente da polícia do distrito de Sereileka Kharswan, onde ocorreram os assassínios.

“Os irmãos, que se entregaram esta manhã numa esquadra de polícia com o machado nas mãos, assassinaram a idosa e a sua família porque os acusavam de ter provocado a morte, através de magia negra, do filho de um deles, que se encontrava doente”, explicou Mahatha.

O superintendente da polícia esclareceu que as duas famílias estavam a disputar propriedades e terras há mais de duas décadas.

Os assassínios por acusação de bruxaria acontecem com alguma frequência no país e, desde 2001, cerca de 2.000 mortes estão relacionadas com esta prática, 400 delas no estado de Jharkhand, segundo os meios de comunicação locais.

Em agosto, cinco mulheres morreram linchadas a golpes de machadadas neste mesmo estado por uma multidão que as acusou da morte de uma criança doente que estavam a tentar curar com magia ao invés de medicamentos.

Um mês antes, seis membros de uma família acusados de praticar bruxaria, entre estes quatro menores, foram assassinados a machadadas por aldeões num povoado do estado de Orissa, no leste do país.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.