Quase duas mil toneladas de cocaína apreendidas em embarcação portuguesa

Quase duas mil toneladas de cocaína apreendidas em embarcação portuguesa

 

Lusa/AO Online   Nacional   10 de Set de 2015, 10:34

Quase duas toneladas de cocaína foram apreendidas e 15 pessoas foram detidas no âmbito da interceção de uma embarcação pesqueira de pavilhão português, informou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

 

De acordo com um comunicado da PJ, a operação levou ao desmantelamento de uma importante organização criminosa especializada no tráfico internacional de cocaína.

“A PJ, através da Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes (UNCTE), em articulação com o Cuerpo Nacional de Polícia, de Espanha, desenvolveu uma investigação que culminou com a localização e interceção de uma embarcação pesqueira de pavilhão português, que transportava uma grande quantidade de cocaína para uma organização criminosa galega”, adianta a aquela polícia de investigação.

No comunicado é referido que a localização e a abordagem do pesqueiro foram feitas com o apoio da Força Aérea e da Marinha de Guerra Portuguesas, tendo sido apreendidos no seu interior cerca de 1,9 toneladas de cocaína e detidos os cinco tripulantes, quatro portugueses e um estrangeiro.

“Na sequência desta intervenção da PJ, as autoridades espanholas desenvolveram uma operação policial na Galiza, Astúrias e Madrid, tendo detido dez elementos pertencentes à mencionada organização criminosa”, adiantam.

No âmbito desta operação foram efetuadas 11 buscas domiciliárias e apreendidos o pesqueiro que transportava a cocaína, uma lancha rápida, cerca de setenta mil euros em dinheiro, cinquenta cartuchos de nove milímetros e vários equipamentos de telecomunicações.

Em comunicado, a PJ indica também que a investigação coordenada entre as autoridades portuguesas e espanholas “permitiu desarticular uma das mais importantes organizações criminosas galegas, a qual possuía estreitas ligações a organizações colombianas que se dedicam à introdução de elevadíssimas quantidades de cocaína na Península Ibérica com o objetivo de abastecer os mercados clandestinos da Europa”.

Os 15 detidos, com idades compreendidas entre os 25 e os 75 anos, foram presentes às autoridades judiciárias competentes, tendo sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva a 12 e os três restantes sujeitos termo de identidade e residência.

“No âmbito do combate a este tipo de criminalidade transnacional, a PJ apreendeu nos últimos três meses mais de cinco toneladas de cocaína, quatro embarcações e deteve 27 suspeitos, o que constitui um relevante contributo no contexto do combate global ao tráfico internacional de estupefacientes”, é referido ainda no comunicado.

Contactada pela agência Lusa, uma fonte do gabinete de imprensa da PJ remeteu mais esclarecimentos para uma conferência de imprensa a realizar hoje às 15:00 na sede da PJ, em Lisboa.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.