PSP/Porto deteve mais 12 pessoas e apreendeu 22 viaturas topo de gama


 

Lusa/Ao online   Nacional   12 de Dez de 2007, 06:47

A Divisão de Investigação Criminal da PSP/Porto deteve nos últimos dois dias 14 jovens com ligações a um grupo desmantelado há dois meses, especializado no roubo de automóveis e furtos no interior de residências, foi hoje anunciado.
Segundo a PSP, na operação, denominada "Pegasus 2", foram apreendidos 22 veículos topo de gama, várias armas e munições, entre outro material.

    No decorrer da investigação, desencadeada na madrugada de segunda-feira, foram efectuadas 37 buscas domiciliárias no Porto, Matosinhos, Valongo e Gaia.

    Os detidos foram já presentes ao Tribunal de Instrução Criminal do Porto, mas ainda não são conhecidas as medidas de coação aplicadas.

    Ao todo, as duas operações "Pegasus" já permitiram recuperar 59 veículos de alta cilindrada.

    Na primeira parte da operação, realizada no início de Outubro, a PSP/Porto recuperou 37 automóveis topo de gama, avaliados em um milhão e meio de euros.

    Na altura, a polícia apreendeu também cinco armas de fogo, 120 munições de diversos calibres, sete armas brancas, dois bastões extensíveis, centenas de telemóveis, cinco televisores de plasma, vários computadores, diversos documentos e gorros e luvas.

    A lista de apreensões incluiu diversos tipos de droga, nomeadamente haxixe suficiente para cerca de 750 doses individuais, pólen de haxixe para cinco mil doses, cocaína para 200 doses individuais e 25 comprimidos de ecstasy, uma droga sintética.

    A actividade do grupo centrava-se no roubo de automóveis de grande valor comercial, sobretudo com recurso ao método "carjacking", embora praticasse também outro tipo de crimes.

    Na "Pegasus 1" foram feitas 19 detenções e foram constituídos mais 21 arguidos, na maioria receptores das mercadorias.

    Segundo o comandante da Divisão de Investigação Criminal, Rui Mendes, a actividade deste grupo centrava-se nos distritos do Porto, Braga, Aveiro, Viana do Castelo e Viseu, mas quanto aos roubos de automóveis pelo método de "carjacking", a PSP apenas tem registo de ocorrências do género nos distritos de Aveiro, Porto e Braga.

    O grupo actuava geralmente de madrugada, entre a 01:00 e as 06:00.

    Em muitos casos, penetraram no interior de habitações, procurando as chaves dos automóveis, que depois levavam.

    Aproveitando a presença nas residências, furtavam alguns artigos aí existentes.

    Mais pormenores sobre a segunda fase da operação, nomeadamente as medidas de coação aplicadas aos detidos serão divulgados hoje pelo comandante da DIC.

   

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.