Justiça

Psiquiatra condenado por violar paciente


 

Lusa / AO online   Nacional   1 de Jul de 2010, 18:15

O psiquiatra que violou uma paciente grávida de oito meses foi esta quinta-feira condenado, a cinco anos de prisão, com pena suspensa, e ao pagamento de uma indemnização de 30 mil euros.

O colectivo de juízes do Tribunal de São João Novo deu como provado que o arguido actuou com culpa grave, contra a vontade da ofendida (sua paciente) que estava deprimida e medicada, abusando da sua fragilidade.

O psiquiatra João Vasconcelos Vilas Boas foi condenado por ter violado uma paciente de 30 anos grávida de oito meses, durante uma consulta no seu consultório, e residência, na Foz do Porto, em 02 Setembro de 2009.

“O arguido sabia que ao agir de tal forma actuava contra a vontade da ofendida, e que aquele seu comportamento é contrário aos sentimentos gerais de moral sexual”, refere o acórdão hoje lido.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.