Bolsa

PSI 20 recua 0,21% em linha com a Europa


 

Lusa / AO online   Economia   11 de Jan de 2010, 15:55

O principal índice da bolsa portuguesa, o PSI 20, encerrou esta segunda-feira a perder 0,21 por cento, para os 8.821,60 pontos, em linha com a Europa, penalizado pelo BES e pela PT.
Dos 20 títulos que compõem o índice de referência, 13 desceram e sete subiram, numa sessão em que trocaram de mãos cerca de 53,5 milhões de acções, no valor de 129,8 milhões de euros.

As maiores descidas pertenceram à Jerónimo Martins, que cedeu 1,74 por cento para 7,22 euros, e ao BES, que recuou 1,56 por cento para 4,91 euros.

No restante sector financeiro, o BPI deslizou 0,13 por cento para 2,29 euros, enquanto o BCP avançou 0,65 por cento para 0,92 euros.

A penalizar o PSI 20 na sessão de hoje esteve também a EDP, que perdeu 0,88 por cento para 3,15 euros.

A EDP Renováveis, que na sexta-feira anunciou ter ganho um projecto para a produção de energia eólica marítima ('offshore') ao largo da Escócia, com capacidade instalada de 1,3 gigawatts, num investimento de cerca de 4.000 milhões de euros, cedeu 0,62 por cento para 6,96 euros.

Ainda na energia, a REN avançou 0,39 por cento para 3,03 euros, e a Galp subiu 0,55 por cento para 12,7 euros.

O sector das telecomunicações também encerrou no vermelho, com o "peso-pesado" PT a liderar as perdas.

A operadora liderada por Zeinal Bava recuou 0,70 por cento para 8,47 euros, a ZON perdeu 0,37 por cento para 4,54 euros e a Sonaecom deslizou uns ligeiros 0,34 por cento para 2,00 euros.

A evitar maiores perdas na sessão de hoje, estiveram a Brisa e a Mota-Engil.

A concessionária de auto-estradas avançou 2,37 por cento para 7,56 euros, enquanto a construtora subiu 0,99 por cento para 3,97, depois de ter a empresa ter anunciado que ganhou o concurso para a adjudicação da concessão rodoviária Pinhal Interior.

Na Europa, os mercados encerram negativos, com as perdas a oscilarem entre os 0,03 por cento de Londres e os 0,73 por cento de Madrid.

O índice Euronext 100 cedeu 0,09 por cento para 700,72 pontos e o índice DJ Stoxx 50 deslizou 0,23 por cento para 2.623,19 pontos.

Depois de na abertura da sessão terem tocado máximos dos últimos 15 meses, as bolsas europeias acabaram no vermelho, devido "ao recuo de alguns sectores, como o bancário, o tecnológico e de recursos naturais", referem analistas do BPI.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.