Bolsa

PSI 20 fecha a cair 1,37% em linha com Europa


 

Lusa / AO online   Economia   28 de Jan de 2010, 17:07

O principal índice da bolsa portuguesa, o PSI 20, encerrou esta quinta-feira a cair 1,37 por cento para os 7.930,24 pontos, com apenas três títulos positivos e em linha com a Europa.
Dos 20 títulos que compõem o índice de referência, 14 fecharam em queda, três inalterados e três a subir, numa sessão em que trocaram de mãos cerca de 61,2 milhões de acções, no valor de 172,3 milhões de euros.

A bolsa portuguesa voltou hoje a encerrar em terreno negativo, no dia em que a agência de notação financeira Moody's disse que Portugal precisa de fazer "cortes mais ambiciosos" na despesa a partir do próximo ano para conseguir chegar a 2013 com um défice inferior a 3 por cento do Produto Interno Bruto (PIB).

A liderar as descidas estiveram hoje a ZON, que recuou 3,82 por cento para 4,02 euros, e a Mota-Engil, que cedeu 3,09 por cento para 3,44 euros.

Pela positiva, destaque para a Jerónimo Martins, que avançou 2,61 por cento para 6,80 euros, e a Sonae, que subiu 1,11 por cento para 1,81 euros.

No sector financeiro, o BES cedeu 2,14 por cento para 4,24 euros, um dia depois de anunciado que lucrou 522,1 milhões de euros em 2009, um aumento de 29,8 por cento face ao ano anterior.

Ainda no sector financeiro, o BCP recuou 2,02 por cento para 0,77 euros e o BPI encerrou inalterado nos 2,01 euros.

Nas telecomunicações, a ZON cedeu 3,82 por cento para 4,02 euros e a PT recuou 2,34 por cento para 7,49 euros.

A Sonaecom contrariou o sentimento do sector e avançou 1,11 por cento para 1,81 euros.

Na energia, o dia também foi de quedas. A EDP Renováveis cedeu 1,58 por cento para 6,33 euros, depois de na quarta-feira ter anunciado que entrou no mercado eólico italiano, na sequência da aquisição de 85 por cento na Italian Wind.

A Galp recuou 1,10 por cento para 11,67 euros, a EDP cedeu 0,91 por cento para 2,92 euros, enquanto a REN fechou inalterada nos 2,90 euros.

Nota ainda para Cimpor, que subiu 0,82 por cento para 6,10 euros, um dia depois de a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM)ter registado a Oferta Pública de Aquisição (OPA) da brasileira Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) sobre a cimenteira portuguesa.

Na Europa, o dia foi de quedas, depois de a Standard & Poor´s ter dito que o sistema bancário do Reino Unido deixou de estar entre os mais estáveis e de risco reduzido.

As perdas das bolsas europeias oscilaram entre os 1,37 por cento de Londres e os 1,93 por cento de Madrid.

O Dow Jones Stoxx 50 recuou 1,39 por cento para 2.454,12 pontos e o Euronext 100 deslizou 1,41 por cento para 651,41 pontos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.