Bolsa

PSI 20 cai 0,16% e acompanha a Europa


 

Lusa / AO online   Economia   25 de Jan de 2010, 17:33

O principal índice da bolsa portuguesa, o PSI 20, encerrou esta segunda-feira a cair 0,16 por cento para os 8.106,07 pontos, em linha com a Europa e penalizada pelas quedas dos títulos da Galp e EDP.
Dos 20 títulos que compõem o índice de referência, treze encerraram a subir e sete a descer, numa sessão em que trocaram de mãos 45,9 milhões de acções, no valor de 136,6 milhões de euros.

As maiores quedas pertenceram à Galp Energia, que recuou 1,42 por cento para 11,82 euros, e à Jerónimo Martins, que cedeu 1,13 por cento para 6,63 euros.

No restante sector energético, a EDP deslizou 0,61 por cento para 2,95 euros, a EDP Renováveis desvalorizou 0,59 por cento para 6,38 euros.

A REN contrariou o sentimento do sector e encerrou a subir uns ligeiros 0,03 por cento para 2,98 euros.

No sector financeiro, O BCP e o BPI encerram em terreno positivo, com subidas de 0,25 por cento e 1,03 por cento, respectivamente, enquanto o BES fechou no 'vermelho', a recuar 0,68 por cento para 4,37 euros.

O sector das telecomunicações registou hoje um desempenho positivo, com a PT a subir 0,18 por cento para 7,78 euros, a ZON a avançar 1,74 por cento para 4,27 euros e a Sonaecom a ganhar 0,83 por cento para 1,81 euros.

Ainda no universo Sonae, a casa-mãe fechou a recuar 0,57 por cento para 0,88 euros e a Sonae Indústria a deslizar 0,16 por cento para 2,51 euros.

Entre as construtoras, a Mota-Engil subiu 5,38 por cento para 3,70 euros e a Teixeira Duarte avançou 2,16 por cento para 0,99 euros.

Os títulos das construtoras valorizaram depois de terem surgido noticias de que a Estradas de Portugal já teriam encontrado uma solução para ultrapassar a recusa de visto prévio do Tribunal de Contas às concessões rodoviárias.

Nota ainda para a Cimpor caiu 0,33 por cento para 6,10 euros.

Os mercados europeus encerraram também no "vermelho", penalizados pelos dados dos indicadores económicos divulgados hoje nos Estados Unidos, que indicam que, em Dezembro, as vendas de casas usadas caíram e os preços das casas aumentaram.

A bolsa portuguesa fechou em linha com as praças europeias, mas com a menor quebra.

Nas restantes praças europeias, os recuos oscilaram entre os 0,59 por cento de Londres e os 1,09 por cento de Londres.

O Dow Jones Stoxx 50 recuou 0,72 por cento para 2.504,68 pontos e o Euronext 100 caiu 0,73 por cento para 663,12 pontos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.