PSD quer explicações sobre falta de medidas de apoio à comunicação social privada

PSD quer explicações sobre falta de medidas de apoio à comunicação social privada

 

Lusa/AO online   Regional   29 de Nov de 2012, 15:41

O PSD/Açores pediu esta quinta-feira explicações ao governo sobre a ausência de medidas de apoio à comunicação social privada regional no programa do executivo, lembrando que a crise no setor já levou ao "desaparecimento de três dos sete jornais diários de referência histórica".

“Subsistem apenas quatro dos sete diários históricos da imprensa açoriana – “Açoriano Oriental”, “Diário dos Açores” e “Correio dos Açores”, em Ponta Delgada, e “Diário Insular”, em Angra do Heroísmo, para além do recuperado “Incentivo”, na Horta – certamente todos lutando, com esforço privado e público mérito, contra as dificuldades acrescidas dos últimos anos”, afirmou o deputado social-democrata José Andrade, em requerimento enviado à Assembleia Legislativa dos Açores.

O parlamentar do PSD/Açores salientou que “só nos últimos oito anos encerraram títulos de referência” como “O Telégrafo”, em 2004, com 112 anos de edições diárias, e o “Correio da Horta”, em 2007, com 76 anos de publicação quotidiana, ambos da ilha do Faial, além do jornal “A União”, da ilha Terceira, que deixa de publicar-se esta semana, após “mais de 34 mil edições em quase 120 anos de publicação ininterrupta”.

José Andrade manifestou “estranheza pela total ausência de qualquer referência à comunicação social no programa do governo regional” para o quadriénio 2013-216, tendo mostrado “preocupação com o fim da vigência do PROMEDIA II – Programa Regional de Apoio à Comunicação Social Privada – para o quadriénio 2009-2012”.

O deputado social-democrata pretende que o governo regional justifique a ausência de medidas de apoio à comunicação social privada regional no seu programa para os próximos quatro anos e que explique como pretende apoiar o setor após o fim do prazo de vigência do PROMEDIA II.

O parlamentar do PSD/Açores questionou ainda o executivo no sentido deste explicar se pondera criar “novos apoios ou reforçar apoios vigentes como resposta adequada às dificuldades atualmente acrescidas da comunicação social privada, tanto na escrita como na radiodifundida”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.