PSD e CDS criticam vice-presidente da Câmara de Angra por renunciar ao cargo

PSD e CDS criticam vice-presidente da Câmara de Angra  por renunciar ao cargo

 

Lusa/AO Online   Regional   6 de Dez de 2011, 06:49

Os vereadores do PSD e CDS/PP da Câmara de Angra do Heroísmo, na Terceira, Açores, criticaram hoje a decisão do vice-presidente da autarquia de renunciar ao cargo, considerando-a um “episódio deplorável” e um “insulto” aos angrenses.

“Este é mais um episódio deplorável e Angra do Heroísmo não merece essa irresponsabilidade do PS”, afirmou António Ventura, do PSD, ao comentar a decisão de Francisco Cota Rodrigues, eleito pelo PS, de renunciar ao cargo, depois de a presidente da autarquia, a socialista Andreia Cardoso, também se ter afastado alegando “razões pessoais”.

António Ventura acusou o PS de “irresponsabilidade” e de levar Angra do Heroísmo “ao imobilismo e à estagnação”, recordando que “este já é o terceiro presidente de Câmara socialista que não chega ao fim” do mandato.

“Os angrenses não merecem isto. Merecem uma política de estabilidade, desenvolvimento e coesão”, frisou o autarca e dirigente regional social-democrata, acrescendo que o PSD/Açores “está preparado para o ato eleitoral e para assumir a sua responsabilidade”, numa alusão à previsível realização de eleições para o município.

Por seu lado, Artur Lima, vereador do CDS/PP, considerou que a renúncia do vice-presidente socialista representa “um insulto aos angrenses”, sendo uma “irresponsabilidade atroz”.

Artur Lima, que é também líder regional do CDS/PP nos Açores, salientou que Andreia Cardoso e Francisco Cota Rodrigues demitiram-se “na pior altura possível”, criticando o que considerou ser uma falta de “sentido institucional” manifestada pelos dois autarcas socialistas.

“Nas vésperas da discussão do plano e orçamento, deixar Angra sem plano sem rumo? Não há pior coisa que pudesse ter sido feita”, afirmou Artur Lima, acrescentando que “o PS tem de dizer o que quer para a Câmara de Angra”.

O Executivo municipal de Angra do Heroísmo, liderado pelo PS, integra três vereadores eleitos pelo PS, três eleitos pelo PSD e um pelo CDS/PP.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.