Açores/Eleições

PSD diz que Governo Regional socialista deve admitir que errou na gestão das pescas

PSD diz que Governo Regional socialista deve admitir que errou na gestão das pescas

 

Lusa/AO Online   Regional   7 de Out de 2016, 06:48

O líder do PSD/Açores disse quinta-feira, na ilha Graciosa, que o Governo Regional socialista deve reconhecer que errou na gestão das pescas, considerando "inadmissível" que se reduza a quota do Goraz.

 

“Não é só dizer às pessoas que já não podem pescar mais Goraz. Não podem só dizer isso, porque isso é o mesmo que dizer: não podes por pão na mesa para os teus filhos. Isso é inadmissível”, afirmou Duarte Freitas, num comício na Sociedade Recreativa da Vitória, na freguesia de Guadalupe.

A Comissão Europeia propôs quinta-feira uma redução generalizada das capturas de peixes de águas profundas para 2017 e 2018, com cortes que chegam aos 20% para peixe-espada preto, goraz e abrótea, em águas nacionais.

Nas águas dos Açores, os cortes avançados para o goraz são de 12%, quer em 2017 (para 455 toneladas), quer em 2018 (400 toneladas), sendo que a quota atualmente em vigor é de 507 toneladas.

O Governo dos Açores já contestou a proposta da Comissão Europeia para a quota do goraz, que considera ter apenas em conta aspetos biológicos, e alerta para o impacto socioeconómico da redução na região.

O candidato do PSD pelo círculo de São Miguel às eleições legislativas regionais, que já foi eurodeputado, considerou que o Governo açoriano tem primeiro de “reconhecer que errou na gestão da pesca” e depois “negociar apoios” para quando os pescadores não posso ir pescar, tenham de fazer interrupções ou pescar menos meses por ano para que “possam ter rendimento e consigam por pão na mesa”.

Segundo disse Duarte Freitas se assim não for “recuperamos as espécies piscícolas e matamos os pescadores e as suas famílias”, algo que insistiu ser “inadmissível e que não pode acontecer”.

Destacando que durante um verão na juventude trabalhou como pescador e que durante o período em que foi eurodeputado lidou de perto com planos de recuperação de algumas espécies piscícolas, Duarte Freitas defendeu, ainda, para os pescadores açorianos “mais formação, maior dignidade, maior valorização do pescador e maior rendimento”.

O líder do PSD/Açores destacou que quer dar a todos os açorianos um “olhar de ambição”, que contrasta com “o olhar de medo, resignação e submissão” que os socialistas impõe à sociedade açoriana.

“Deem-nos agora uma oportunidade. Quem esteve no Governo nos últimos 20 anos foi o PS e não o PSD”, salientou o candidato social-democrata, acrescentando que é preciso acreditar que “é possível termos mais”.

Para as regionais de dia 16 estão inscritos 228.160 eleitores que vão escolher os 57 deputados à Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores para os próximos quatro anos.

De acordo com os resultados das eleições, o Representante da República nomeia depois o presidente do Governo Regional que, por sua vez, propõe os membros do executivo.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.