Política

PSD desafia Governo a cortar nos excessos

PSD desafia Governo a cortar nos excessos

 

Lusa/AO online   Regional   21 de Out de 2011, 14:57

O PSD/Açores desafiou o Governo Regional a cortar nos “excessos que consomem milhões de euros do erário público” concentrando a poupança obtida no combate ao desemprego e no apoio aos mais desfavorecidos.
O corte nas “gorduras provenientes do excesso de gastos com administradores das 53 empresas tuteladas pelo Governo Regional” é uma das propostas dos sociais-democratas, tendo o líder parlamentar do PSD/Açores, Duarte Freitas, referido que os mais de 70 administradores nomeados pelo executivo “gastam mais de três milhões de euros por ano”.

O PSD/Açores propõe também um corte “em todos os excessos em gastos com telemóveis que são atribuídos sem limite de ‘plafond’, em consultorias, em viagens e estadias evitáveis, em gastos em combustíveis e viaturas”.

“Na aquisição de bens e serviços, o Governo despende cerca de 18 milhões de euros por ano”, frisou Duarte Freitas numa conferência de imprensa na Horta, à margem do plenário da Assembleia Legislativa dos Açores, defendendo também a necessidade de estas despesas serem apresentadas de forma discriminada para se ter conhecimento dos gastos com cada rubrica.

Para o PSD/Açores, “as poupanças geradas com estes cortes devem ser reencaminhadas para o combate ao desemprego e para o apoio às pessoas e famílias mais atingidas pela crise económica”.

Por outro lado, os sociais-democratas propõem que “eventuais sobras resultantes de receitas de impostos ou da redução de despesa decorrentes do Orçamento do Estado 2012 devem ser encaminhadas para atenuar a dívida do sector da Saúde, que atualmente ultrapassa 600 milhões de euros”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.