PSD defende que Governo deve manter firmeza para conseguir contrapartidas

PSD defende que Governo deve manter firmeza para conseguir contrapartidas

 

Lusa/AO Online   Regional   15 de Jan de 2015, 05:38

O deputado do PSD Joaquim Ponte defendeu hoje que o Governo deve manter a firmeza face à anunciada redução da presença norte-americana na Base das Lajes para conseguir contrapartidas que sustentem a economia açoriana.

Numa declaração política na Assembleia da República, Joaquim Ponte afirmou que o PSD se revê "nas posições firmes que o Governo português tem assumido sobre esta matéria, nomeadamente na anunciada animosidade resultante de decisões unilaterais da administração norte-americana".

"Mas esta firmeza tem de manter-se e reforçar-se por forma a conseguir contrapartidas que sustentem a economia dos Açores, da Ilha Terceira e, em especial, do concelho da Praia da Vitória, evitando o recurso à emigração e o consequente empobrecimento, envelhecimento e despovoamento do concelho e da Ilha Terceira", acrescentou o deputado do PSD.

Joaquim Ponte descreveu a anunciada redução do efetivo militar dos Estados Unidos da América na Base das Lajes como uma "difícil encruzilhada em que se reclama a responsabilização e o empenho sério de todos".

O social-democrata questionou a forma como os Estados Unidos decidiram reduzir a presença nas Lajes: "Não compreendemos a rapidez com que de um estudo elaborado pelo Departamento de Defesa norte-americano se passou a uma decisão sem que, aparentemente, nenhuma negociação tenha existido com o Estado português".

Na sua intervenção, o deputado do PSD mencionou dados sobre o desemprego, o abandono escolar e o rendimento das famílias nos Açores, manifestando "pesar, preocupação e até algum embaraço" por esses indicadores, piores do que a média nacional, que quis apresentar "para que melhor se perceba o enquadramento em que a questão da Base das Lajes se deve colocar".

Joaquim Ponte assinalou que o seu partido pediu a presença do ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros e do embaixador dos Estados Unidos da América em Portugal no parlamento para discutir este assunto.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.