PSD com liberdade de voto sobre adoção por casais do mesmo sexo

PSD com liberdade de voto sobre adoção por casais do mesmo sexo

 

Lusa/AO Online   Nacional   15 de Jan de 2015, 12:31

Os deputados do PSD vão ter liberdade de voto em relação aos diplomas que alargam aos casais de pessoas do mesmo sexo o direito de adoção de crianças, anunciou o líder parlamentar social-democrata.

 

"Decidimos, como, aliás, era expectável e foi sempre tradição do PSD, que haverá liberdade de voto sobre essas votações”, declarou Luís Montenegro aos jornalistas, na Assembleia da República, no final de uma reunião da bancada social-democrata, referindo-se a projetos de lei do BE, do PEV e do PS que vão ser discutidos em plenário na quarta-feira.

O líder parlamentar do PSD acrescentou, contudo, que "é sabido que a grande maioria dos deputados do PSD são contra essa alteração legal", e considerou que está a haver "uma insistência" injustificada na reapresentação de diplomas para alargar a adoção aos homossexuais.

"Esta é a quarta circunstância nesta legislatura em que o parlamento é chamado a tomar posição. Houve uma votação de rejeição em 2012, houve uma votação de rejeição em 2013 e houve uma votação de rejeição em 2014", referiu.

Segundo Luís Montenegro, "há aqui uma repetição da iniciativa que não tem justificação, porque não houve nenhuma alteração significativa no parlamento".

 

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.