PSD candidata António Miguel Soares à Câmara do Nordeste

PSD candidata António Miguel Soares à Câmara do Nordeste

 

Lusa/AO Online   Regional   29 de Jun de 2017, 10:27

O PSD vai candidatar à Câmara Municipal do Nordeste, nos Açores, António Miguel Soares, bancário de 44 anos e atual presidente da Junta de Freguesia da Lomba da Fazenda.

Na apresentação da candidatura, na quarta-feira à noite, António Miguel Soares justificou a decisão de liderar a lista social-democrata à Câmara do Nordeste, na ilha de São Miguel, por entender que o concelho “merece muito mais e muito melhor”.

“Comigo não haverá distinção entre nordestenses. Trabalharei com todos e para todos”, garantiu, para acrescentar que no concelho são todos precisos.

Convicto da eleição nas autárquicas de 01 de outubro, o cabeça de lista assegurou que a equipa que o acompanha trabalhará “com todos e para todos”.

“Pelo nosso concelho, trabalharemos com o Governo Central, Governo Regional e faremos parcerias com as câmaras que, como nós, fazem parte do nosso país, da nossa região, da nossa ilha. Trabalharemos com todas as instituições”, adiantou.

Aos presentes António Miguel Soares prometeu ser “um presidente amigo, solidário, próximo de todos”.

“Um presidente para vos ajudar a ultrapassar as vossas dificuldades e não para vos trazer ainda mais problemas, como ainda hoje infelizmente acontece”, declarou.

Segundo o candidato, o caminho é o do sucesso, do progresso, da solidariedade social e do bem-estar de toda a população.

“Pelo Nordeste, apoiaremos a economia local, trabalhando com todos os empresários de forma a potenciar as nossas empresas e, desta forma, fomentar a criação de emprego e a fixação da população”, afirmou, considerando que “só com uma economia local forte” se conseguirão condições para que a população possa permanecer no concelho.

António Miguel Soares assegurou, ainda, que não irá “deixar de parte os programas ocupacionais, porque estes permitem, ainda que de forma precária, uma solução para vários agregados familiares que sobrevivem com dificuldades”, mas rejeitou usar estes programas “como arma política” ou com a preocupação “em disfarçar estatísticas”.

O militante social-democrata quer, também, criar “políticas direcionadas à juventude”.

“Pelo Nordeste, criaremos condições de fixação dos nossos jovens, apoiando as escolas, fomentando o emprego, apoiando a habitação, dinamizando atividades lúdicas, desportivas, recreativas e culturais direcionadas e abrangendo os diferentes gostos da população”, acrescentou, para garantir, ainda, “políticas de apoio aos mais desfavorecidos, não esquecendo a população mais idosa”.

A reparação e manutenção do património do concelho, o apoio aos lavradores, mas também ao desporto, cultura e tradições, são outras das prioridades da candidatura, que defende um “projeto turístico que permita, não só uma passagem breve pelo concelho, mas sim uma fixação temporária de quem” o visita.

Nas últimas eleições autárquicas, em 2013, o PS, que recandidata o atual presidente da câmara, Carlos Mendonça, conquistou três mandatos, enquanto o PSD dois.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.