PSD acusa Governo de falhar na economia mas não antevê crise política

PSD acusa Governo de falhar na economia mas não antevê crise política

 

Lusa/AO Online   Nacional   25 de Jul de 2016, 19:23

O PSD acusou hoje o Governo de falhar a sua promessa de crescimento económico e manifestou-se também preocupado com a banca, mas defendeu que a maioria parlamentar é estável e que não se antevê uma crise política.

 

Estas posições foram transmitidas aos jornalistas pela vice-presidente do PSD Sofia Galvão, que chefiou a delegação social-democrata recebida hoje pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no Palácio de Belém, em Lisboa, para uma análise da situação política.

"Não vemos nenhum cenário de crise política no horizonte", declarou Sofia Galvão.

A vice-presidente do PSD afirmou que "o Governo tem uma maioria estável no parlamento" a quem compete aprovar o Orçamento do Estado para 2017 e argumentou que "quando há maiorias nos parlamentos não há razões para se pensar em crises políticas".

"O PSD não é parte da solução em termos do próximo Orçamento do Estado", frisou.

Sofia Galvão tinha ao seu lado o secretário-geral do PSD, José Matos Rosa, e o líder da bancada social-democrata, Luís Montenegro.

Segundo o gabinete de imprensa do PSD, o presidente do partido, Pedro Passos Coelho, não chefiou a delegação social-democrata neste encontro por "motivo de doença".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.