PSD/Açores vota contra Plano e Orçamento 2017 e vai apresentar alternativas

PSD/Açores vota contra Plano e Orçamento 2017 e vai apresentar alternativas

 

Lusa/Açoriano Oriental   Regional   3 de Mar de 2017, 17:34

O líder do PSD/Açores anunciou que o partido vai votar contra o Plano e Orçamento 2017, por considerar que as propostas do Governo Regional socialista são "mais do mesmo", e tenciona apresentar medidas alternativas em diferentes áreas.

"O PSD não se revê nos documentos orçamentais que estão no Plano e Orçamento 2017, nem nas Orientações de Médio Prazo apresentadas pelo Governo Regional socialista e, por isso, vamos votar contra estes documentos", afirmou Duarte Freitas, numa conferência de imprensa em Ponta Delgada, acrescentando que o partido tem outras opções, que colocam "o desenvolvimento dos Açores acima do mero exercício de manutenção do poder".

No final de três dias de jornadas parlamentares, na ilha de São Miguel, o líder e deputado regional social-democrata considerou que os documentos orçamentais apresentados pelo executivo açoriano "copiam orçamentos anteriores e só têm levado ao aumento da pobreza nas ilhas".

A proposta de orçamento regional para 2017 totaliza 1.214 milhões de euros e será discutida e votada no plenário deste mês da Assembleia Legislativa Regional dos Açores.

Duarte Freitas adiantou que o PSD/Açores, enquanto partido da oposição "ativo e responsável", vai propor um conjunto de medidas alternativas.

Estas iniciativas passam pelo reforço do apoio aos mais carenciados, um "programa para a autoconstrução habitacional" direcionado para a classe média, combate ao insucesso escolar, recuperação das listas de espera cirúrgicas e reforço do incentivo à fixação de médicos nas ilhas.

Além disso, serão apresentadas medidas que visam melhorar a qualificação da oferta turística, criar um programa de investigação e desenvolvimento de novos produtos lácteos e, no âmbito da reestruturação do setor público regional, extinguir a Sociedade de Promoção e Reabilitação de Habitação e Infraestruturas S.A (SPHRI).

"Espero que haja compreensão para com as boas propostas que apresentamos", referiu Duarte Freitas, alegando que na última discussão orçamental a maioria socialista chumbou a proposta do PSD de criação do Centro do Leite e Laticínios e, mais tarde, acabou por criá-lo.

Duarte Freitas considerou que não faz sentido o PSD abster-se desta vez, porque em 2013 e 2014 fê-lo, dando todas as oportunidades ao Governo Regional socialista para resolver os problemas com a anunciada via açoriana.

Porém, no seu entender, o executivo acabou por demonstrar que não as merecia.

"Não há mais desculpas para o Governo Regional socialista. Somos contra, porque temos outras propostas, mesmo que o PS as critique, chumbe e depois as aproveite", frisou o líder do maior partido da oposição no arquipélago, acrescentando que de 2011 a 2015 a região passou "de 91,2% para 89% da média nacional do Produto Interno Bruto (PIB)".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.