PSD/Açores quer que fundos comunitários desenvolvam potencial tecnológico da região

PSD/Açores quer que fundos comunitários desenvolvam potencial tecnológico da região

 

Lusa/AO Online   Regional   18 de Nov de 2014, 12:37

O presidente do PSD/Açores reuniu-se hoje com o comissário europeu Carlos Moedas, um encontro de que, afirmou à Lusa Duarte Freitas, saíram ideias para aproveitar os fundos do programa Horizonte 2020 para criar centros de excelência tecnológicos na região.

“Com uma taxa de penetração de Internet de 60% [nos Açores] podemos fazer muito mais em termos económicos. As indústrias criativas na área das novas tecnologias podem ter imenso potencial nos Açores, a juntar aos setores tradicionais” da agricultura, pesca e mesmo turismo, referiu Duarte Freitas, que se reuniu com comissário da Investigação, Inovação e Ciência, Carlos Moedas em Bruxelas.

No final, Duarte Freitas disse que saiu do encontro com ideias de abordagens para aproveitar para a região os fundos do programa europeu Horizonte 2020, que se somem aos fundos estruturais já existentes, e que poderá passar pela criação de centros de excelência.

Esses centros, afirmou o candidato do PSD às eleições regionais de 2016, poderão ser criados através de parcerias entre a universidade açoriana e entidades europeias ou dos Estados Unidos, aproveitando a grande comunidade açoriana emigrante, existente mesmo na zona de Silicon Valley.

O português Carlos Moedas tem a seu cargo a pasta da Investigação, Ciência e Inovação na nova Comissão Europeia, sendo o responsável pela gestão do programa Horizonte 2020, com cerca de 80 mil milhões de euros para o período entre 2014 e 2020.

Duarte Freitas considerou que “as verbas que estão nas mãos do comissário Carlos Moedas são muito importantes para alavancar este novo paradigma de desenvolvimento para Açores” e citou o escritor e intelectual açoriano Vitorino Nemésio, que disse que para os Açores “a geografia vale outro tanto como a história”, para considerar que as novas tecnologias vêm “de alguma forma dinamitar” esta ideia.

Segundo os últimos dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), no terceiro trimestre deste ano a região dos Açores mantinha a maior taxa de desemprego do país, de 15,7% da população ativa. A média nacional era de 13,1%.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.