PSD/Açores propõe complemento regional ao RSI para população em idade escolar

PSD/Açores propõe complemento regional ao RSI para população em idade escolar

 

Lusa/AO Online   Regional   13 de Nov de 2014, 13:16

O PSD defendeu hoje a criação nos Açores de um complemento ao Rendimento Social de Inserção (RSI) para crianças e jovens em idade escolar, no âmbito do Plano e Orçamento da Região para 2015.

Esta é uma das dez propostas de alteração ao Plano e Orçamento dos Açores para o próximo ano que o PSD vai entregar na Assembleia Legislativa regional e que o partido estima terem, no global, "um impacto orçamental" de nove milhões de euros e "um benefício direto" a cerca de 80 mil açorianos.

O complemento regional ao RSI para menores em idade escolar teria um valor de 10% do apoio e um impacto de 1,8 milhões de euros nas contas açorianas de 2015, segundo a estimativa do presidente do PSD/Açores, que apresentou as propostas do partido no encerramento das jornadas parlamentares da bancada social-democrata, em Ponta Delgada.

O PSD vai propor ainda um aumento de 10% dos complementos dados nos Açores às pensões e ao abono de família e um reforço da ação social escolar.

Na área da saúde, os social-democratas pedem um reforço dos programas de combate às listas de espera para cirurgia, com um valor de 1,5 milhões de euros, para, nas palavras de Duarte Freitas, “ajudar a resolver um problema que aflige mais de nove mil açorianos" e "é uma vergonha" para a região que “pode ser corrigida" se os socialistas aceitarem aplicar a proposta do PSD de criação de um programa adicional.

Os apoios à Universidade dos Açores são contemplados nas propostas do PSD, que quer dar à academia um apoio de 1,3 milhões de euros para a "investigação dedicada", considerando que o "sistema de um euro de apoio por um euro de receitas da investigação foi uma má solução".

Por outro lado, o PSD propõe um reforço de 350 mil euros dos apoios à chamada tripolaridade da universidade, que tem polos distribuídos por três ilhas.

A criação do Centro do Leite e Planeamento Agrícola (500 mil euros) e a "aposta na formação dos profissionais da pesca" (500 mil euros) completam as propostas do PSD.

No primeiro caso, o PSD reitera "a necessidade de estudar, planear e acautelar o impacto do final das quotas leiteiras na economia" da região, previsto para 2015, e "potenciar o desenvolvimento da agricultura em todas as suas vertentes".

Estas propostas pretendem sinalizar a "prioridade à área social" do PSD e "apontar rumos para uma estratégia de desenvolvimento sustentável", disse Duarte Freitas, que hoje anunciou que os social-democratas votarão contra o Plano e Orçamento para 2015 que o Governo Regional socialista apresentou aos deputados.

 



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.