PSD/Açores insiste em propostas de combate à pobreza

PSD/Açores insiste em propostas de combate à pobreza

 

Lusa/AO online   Regional   23 de Jan de 2018, 17:32

O PSD/Açores vai apresentar, no âmbito da discussão pública da Estratégia Regional de Combate à Pobreza e Exclusão Social, propostas já apresentadas e chumbadas, na Assembleia Legislativa, anunciou esta terça-feira a vice-presidente da bancada parlamentar Mónica Seidi.

"Esta é a altura de o Partido Socialista reconhecer que as nossas propostas têm interesse, são objetivas e, sobretudo, são capazes de melhorar e dignificar a qualidade de vida dos açorianos", frisou a deputada social-democrata, numa conferência de imprensa em Angra do Heroísmo.

A Estratégia Regional de Combate à Pobreza e Exclusão Social 2018-2028, apresentada em dezembro pelo Governo Regional, está em discussão pública até 31 de janeiro.

Entre as propostas que os social-democratas voltam a apresentar está um reforço, na ordem dos 10%, do complemento regional de pensão e do abono de família na região, bem como a criação de um complemento regional do Rendimento Social de Inserção (RSI) para crianças e jovens.

"Lamentavelmente, o PS [em maioria no Parlamento] chumbou todas estas medidas e curiosamente espera apenas por anos eleitorais para o fazer", salientou Mónica Seidi.

O PSD/Açores vai propor ainda o reforço do fundo de ação social escolar, que abrange atualmente cerca de 65% das crianças açorianas, e a criação de um programa de apoio à autoconstrução.

Será também reiterada uma proposta, chumbada na discussão do Plano e Orçamento da Região para 2018, que previa a criação de um apoio à fatura energética das Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS).

"Este é o nosso primeiro contributo, mas obviamente não vamos ficar por aqui e temos numa segunda fase outras medidas e outras ideias a apresentar", adiantou a vice-presidente da bancada parlamentar do PSD/Açores.

Mónica Seidi disse ter esperança de que as propostas sejam agora acolhidas, apesar de já terem sido chumbadas no parlamento, tendo em conta que outras já integram o documento.

"Há duas ou três propostas que foram chumbadas pelo Partido Socialista, que curiosamente integram a Estratégia Regional de Combate à Pobreza e Exclusão Social. Se não tivessem qualidade, não estariam num documento tão importante e bem realizado por peritos da área", salientou, dando como exemplo a extensão do apoio ao serviço ao domicílio aos domingos e feriados e a criação de conselhos locais de ação social.

A Estratégia Regional de Combate à Pobreza e Exclusão Social motivou uma interpelação ao Governo Regional, promovida pelo deputado do PPM, no plenário de janeiro da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.