PSD/Açores diz que princípio é que atuais presidentes de câmara se recandidatem

PSD/Açores diz que princípio é que atuais presidentes de câmara se recandidatem

 

AO/Lusa   Regional   11 de Fev de 2017, 11:51

O presidente do PSD/Açores, Duarte Freitas, disse ontem que o princípio é que os atuais quatro presidentes de câmara social-democratas na região se recandidatem nas eleições autárquicas deste ano.

 

“Em relação às autárquicas, quem vai definir os nomes e as estratégias são as estruturas locais do partido, mas como é evidente a expectativa que temos e aquilo que é o princípio é que os nossos atuais presidentes de câmara sejam recandidatos”, afirmou Duarte Freitas.

O líder do PSD/Açores, que em dezembro foi reeleito para um terceiro mandato, falava aos jornalistas à margem da reunião da Comissão Política Regional, em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel.

O PSD lidera quatro câmaras na Região Autónoma dos Açores: na ilha de São Miguel, Ponta Delgada (José Manuel Bolieiro) e Ribeira Grande (Alexandre Gaudêncio); no Pico, o concelho da Madalena (José António Soares) e em Santa Maria o município de Vila do Porto (Carlos Rodrigues).

Duarte Freitas reiterou que “o princípio é que, sendo decisão de cada estrutura local do partido, os atuais presidentes de câmara se recandidatem”.

Questionado sobre se nos Açores o PSD vai apresentar-se aos 19 municípios da região sozinho ou em coligação, o dirigente social-democrata remeteu para o conteúdo da moção global de estratégia com que se apresentou às eleições diretas do partido, segundo a qual “serão as comissões políticas concelhias a definir não só as estratégias como os protagonistas, eventuais coligações ou não”.

À pergunta qual era o desejo nesta matéria enquanto presidente do PSD/Açores, Duarte Freitas respondeu que quer “que se cumpra a vontade das comissões políticas concelhias”.

Nesta reunião da Comissão Política Regional, a primeira após o congresso de janeiro último, está a ser também analisada a situação económica e social do arquipélago, onde o PSD é o maior partido na oposição.

Segundo Duarte Freitas, a reunião inclui ainda a definição de “procedimentos de reforço da ação política, através de maior escrutínio, maior fiscalização e de propositura de alternativa”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.