PSD/Açores apresenta-se às eleições deste ano de "cabeça erguida" diz Berta Cabral

PSD/Açores apresenta-se às eleições deste ano de "cabeça erguida" diz Berta Cabral

 

Lusa / AO online   Regional   15 de Jun de 2015, 21:07

A cabeça de lista social-democrata pelos Açores nas legislativas deste ano, Berta Cabral, disse hoje que o PSD/Açores se apresenta às eleições "de cabeça erguid" e prometeu defender a região no Parlamento, "em qualquer circunstância".

 

Berta Cabral, que falava em Ponta Delgada, na apresentação da lista de candidatos do PSD pelo círculo dos Açores nas eleições deste ano, garantiu que os que forem eleitos defenderão a região "em qualquer circunstância" e deixou diversos elogios ao atual presidente do PSD açoriano, a quem apelidou de "líder coerente, determinado e corajoso".

"Com este presidente, Duarte Freitas, e com estes candidatos, o PSD/Açores apresenta-se aos açorianos de cabeça erguida e de mangas arregaçadas", afirmou Berta Cabral, que fez questão de vincar que todos os elementos da lista se candidatam pela primeira vez à Assembleia da República.

Pela primeira vez, o ex-presidente do Governo Regional dos Açores Mota Amaral não integra a lista do PSD dos Açores, contra a vontade do próprio.

Duarte Freitas já disse que a opção foi pela renovação total da lista.

Na intervenção de hoje, Berta Cabral considerou as eleições deste ano "ainda mais determinantes", por estar "em causa a defesa dos interesses açorianos na Assembleia da República", mas também, "porventura mais do que nunca, a salvaguarda do interesse nacional".

"É preciso conseguir que a autonomia constitucional ande para a frente. É preciso garantir que a recuperação nacional não volte para trás", afirmou, num discurso em que vincou que "a maioria PSD/CDS salvou Portugal" da "situação desesperada de verdadeira emergência nacional" a que "a governação socialista de José Sócrates e António Costa" conduziu o país.

Berta Cabral, que já liderou o PSD/Açores, garantiu que, porém, a defesa da região estará sempre primeiro na ação dos deputados que forem eleitos para a Assembleia da República na lista que lidera.

Neste caso, além de "determinação na defesa dos interesses" dos Açores, prometeu "proximidade", assumindo o compromisso de os deputados que forem eleitos visitarem todas as ilhas do arquipélago pelo menos uma vez por ano e receberem os açorianos uma vez por mês nas delegações parlamentares.

Além da questão da reforma do sistema político autonómico, no âmbito de uma futura revisão constitucional, Berta Cabral considerou "desafios importantes" da próxima legislatura, no que toca aos Açores, a questão das Lajes e a situação da universidade, o dossiê da RTP regional, a articulação entre serviços de saúde nacionais e regionais, "o reforço dos meios de segurança" e "o funcionamento da justiça" nas ilhas.

"Em todas as matérias açorianas da responsabilidade da República vamos enfrentar os problemas e exigir as respetivas soluções", garantiu.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.