PS e PSD nos Açores satisfeitos com diminuição da taxa de desemprego

PS e PSD nos Açores satisfeitos com diminuição da taxa de desemprego

 

Lusa/AO Online   Regional   8 de Mai de 2015, 17:49

O PS/Açores defendeu hoje que as medidas de combate ao desemprego promovidas pelos Governo Regional estão a ter efeitos e o PSD alegou já ter preconizado que 2015 seria melhor que 2014.

Os dados recentemente divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) revelam que a taxa de desemprego dos Açores deixou de ser a mais alta do país, no primeiro trimestre de 2015 quando comparados com o período homólogo de 2014.

“No último ano, mais de 5.500 açorianos encontraram emprego na Região, o que é um sinal de que as medidas preconizadas pelo Governo dos Açores estão a surtir efeito e que estamos a assistir à recuperação da economia, verificável através da criação de mais postos de trabalho”, realçou a deputada socialista Graça Silva, acrescentando que a diminuição “ocorre em contraciclo” com o que se passa a nível nacional.

Para o líder do PSD/Açores, os dados agora tornados públicos são “motivo de regozijo”, apesar de o partido já ter preconizado que 2015 seria melhor que 2014.

“Em meados do ano passado, na discussão do plano e orçamento para 2015, eu próprio fui talvez o primeiro a dizer que tinha expectativas de que 2015 fosse melhor do que 2014. Felizmente nalgumas matérias isso veio a confirmar-se”, disse Duarte Freitas, acrescentando ser “sempre motivo de regozijo, apesar de outros com mais responsabilidades governativas não acreditarem”.

Também o Governo dos Açores, através do vice-presidente, já manifestou satisfação com a “descida continuada da taxa de desemprego nos Açores, que desceu 3,1 pontos percentuais num ano e 0,6 pontos percentuais face ao trimestre anterior”.

Sérgio Ávila destacou, ainda, o facto de a taxa de desemprego nos Açores ter deixado de ser a mais elevada do país, com 14,9%, comparando com 16,4% no Algarve, 15,8% na Madeira e 15,5% no Alentejo.

O vice-presidente sublinhou, também, que atualmente a população empregada no arquipélago é de 104.529 pessoas, “o maior valor desde o terceiro trimestre de 2011”, e destacou o facto de a taxa de desemprego baixar “mesmo com o aumento da população ativa”, realidade só possível “pelo significativo aumento da população empregada”.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.