PS diz que reforço de verbas para freguesias de Ponta Delgada foi exigência socialista

PS diz que reforço de verbas para freguesias de Ponta Delgada foi exigência socialista

 

Lusa/AO online   Regional   1 de Fev de 2018, 14:08

O PS de Ponta Delgada afirmou esta quinta-feira que o montante que a câmara local, do PSD, vai transferir este ano para as 24 freguesias do concelho resultou de "uma exigência dos vereadores socialistas" nas negociações do orçamento municipal.

Na quarta-feira, a câmara de Ponta Delgada anunciou que vai transferir este ano 1,85 milhões de euros para as 24 de juntas de freguesia do concelho, um aumento face a transferências de 1,52 milhões de euros em 2017.

Hoje, um comunicado do secretariado do PS de Ponta Delgada congratula-se com o anúncio, mas frisa que "o montante a descentralizar para todas as freguesias do concelho resultou de uma exigência dos vereadores do PS apresentada, em dezembro passado, no âmbito da negociação política que permitiu viabilizar o orçamento municipal para 2018 e o plano plurianual de investimentos 2018/2021".

E advogam os socialistas: "Ao contrário do que foi sugerido pelo anúncio da Câmara Municipal de Ponta Delgada, na anteproposta de orçamento para 2018, apresentada pelo presidente José Bolieiro, constava apenas uma majoração de 20% nas transferências para as juntas de freguesia urbanas - mantendo o mesmo valor para as freguesias rurais, sendo 1 milhão e 400 mil euros o montante inscrito".

O PS sublinha que procedeu à apresentação de "várias propostas de alteração aos documentos iniciais, com destaque para o aumento de 20% nas transferências de verbas do município para todas as juntas freguesias do concelho - e não apenas para as freguesias urbanas".

"Ainda no plano das negociações do Orçamento para 2018 e do plano plurianual de investimentos 2018/2021, e também por proposta dos vereadores do PS, as juntas de freguesia vão passar a disponibilizar o serviço de cobrança de água, evitando-se, desta forma, constrangimentos e deslocações desnecessárias ao centro da cidade", acrescentam.

Os socialistas reafirmam que manterão como "uma das suas prioridades políticas o desenvolvimento sustentado de cada uma das 24 freguesias de Ponta Delgada, com o objetivo de promover a coesão territorial, social e económica" do concelho.

"Neste como em outros casos, o esquecimento ou a omissão não podem encobrir a verdade, sob pena de se estar perante a usurpação do mérito alheio", lê-se ainda no comunicado do secretariado do PS de Ponta Delgada.

O PSD manteve nas últimas eleições autárquicas a maioria na Câmara de Ponta Delgada, mas perdeu a maioria na Assembleia Municipal para o PS.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.