PS/Açores rejeita críticas do CDS sobre facilitação civil da Base das Lajes


 

Lusa/AO Online   Regional   28 de Jul de 2016, 18:43

O PS/Açores rejeitou hoje as críticas do CDS/PP ao protocolo assinado entre os Governos da República e da Região para certificação e facilitação do uso civil das infraestruturas aeroportuárias da Base das Lajes, na ilha Terceira.

 

O CDS/PP nos Açores lamentou hoje que o protocolo assinado entre os Governos da República e da Região não resolva de imediato “problemas e bloqueios” quanto à operação civil e comercial na Base das Lajes.

O grupo parlamentar socialista refere, em comunicado, que foi com “surpresa e estupefação” que tomou conhecimento da posição do líder do CDS/PP e alega que o atual Governo da República “fez mais pela Terceira em oito meses do que o anterior executivo”, liderado pela coligação PSD-CDS, em quatro anos.

O Governo Regional dos Açores e o Governo da República assinaram na quarta-feira, na ilha Terceira, um protocolo, comprometendo-se a concluir no prazo de dois anos o processo de certificação da Base das Lajes para a utilização permanente pela aviação civil.

O início do processo de certificação da Base das Lajes tinha sido anunciado, em finais de abril, numa declaração conjunta dos dois governos, no final de uma visita do primeiro-ministro, António Costa, aos Açores.

“A maledicência endémica e a postura trauliteira que tanto caracterizam a ação política do deputado Artur Lima ficam para ele”, consideram os socialistas açorianos, acrescentando que o protocolo “é uma base de entendimento que pode trazer frutos muito importantes no futuro”.

O comunicado socialista termina com um apelo à manutenção do discernimento, capacidade de união e reconhecimento das coisas positivas, apesar “das divergências” e do “tempo propício a uma intervenção político-partidária mais intensa” devido às eleições regionais em outubro.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.