PS/Açores diz que há uma postura diferente do novo Governo da República

PS/Açores diz que há uma postura diferente do novo Governo da República

 

Lusa/AO Online   Regional   5 de Abr de 2016, 20:02

O líder parlamentar do PS/Açores considerou hoje que o desbloqueio do projeto do terminal de carga na ilha Terceira é uma prova de que o novo Governo da República tem uma postura diferente na questão da base das Lajes.

"O Primeiro-Ministro já mostrou que está empenhado em ser um parceiro muito ativo do Governo Regional. A prova disso mesmo é o desbloqueio do novo terminal de cargas, que durante muitos anos esteve pendente", frisou Berto Messias, em declarações à Lusa, no final das jornadas parlamentares que o partido organizou na ilha Terceira sobre a base das Lajes.

Os deputados regionais socialistas assistiram hoje à apresentação do projeto do terminal de carga da ilha Terceira e de vários projetos previstos para o Porto da Praia da Vitória.

O líder da bancada parlamentar do PS nos Açores considerou que o novo terminal de carga será um "contributo determinante" para aumentar as exportações na ilha Terceira.

Por outro lado, defendeu que é possível potenciar as infraestruturas da Praia da Vitória, com projetos como o projeto COSTA, que prevê a criação de postos de abastecimento para navios de gás natural liquefeito (LNG).

Para Berto Messias, o Governo da República tem de ter um "papel determinante", pressionando os Estados Unidos da América no sentido de dar uma "atenção especial" à ilha Terceira, na sequência da redução militar norte-americana na base das Lajes, que teve impactos económicos e sociais na ilha.

"Não é o facto de o Governo da República ser do PS que vai fazer com que a nossa ação reivindicativa pelos interesses dos Açores diminua", salientou.

O Governo Regional elaborou o Plano de Revitalização Económica da Ilha Terceira (PREIT), há cerca de um ano, para dar resposta aos impactos sentidos pela redução militar, mas para o deputado socialista é preciso que o Governo da República e o governo norte-americano apoiem as medidas previstas no plano.

"Se os Estados Unidos têm o posicionamento no Atlântico que têm, deve-se à base das Lajes", frisou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.