PS/Açores apresenta este mês cabeças de lista às eleições regionais de outubro

PS/Açores apresenta este mês cabeças de lista às eleições regionais de outubro

 

LUSA/AOnline   Regional   2 de Jul de 2016, 07:47

O presidente do PS/Açores, Vasco Cordeiro, anunciou na sexta-feira à noite que os cabeças de lista às eleições legislativas regionais vão ser apresentados este mês, num processo que disse estar a correr de forma "muito satisfatória".

Vasco Cordeiro falava aos jornalistas em Ponta Delgada, ilha de São Miguel, à margem da reunião da Comissão Regional do PS/Açores, para abordar o processo de elaboração das listas para o ato eleitoral de 16 de outubro e o programa eleitoral com que os socialistas se apresentarão a sufrágio.

Sobre as listas, o dirigente socialista realçou que “é um trabalho que tem sido desenvolvido de abertura, de chamar à participação aqueles que, querendo colaborar” com o PS, “têm apenas este requisito, o de que querer ajudar a construir soluções para o futuro dos Açores”.

Vasco Cordeiro declarou que o partido está “naturalmente” aberto à integração de independentes nas listas, referindo que o PS “tem muito orgulho neste património de abertura à sociedade, à participação, quer de independentes, quer de açorianos que têm outra opção partidária”.

Quanto às bases do Programa do Governo 2016-2010, Vasco Cordeiro, também presidente do Governo Regional dos Açores, realçou o contributo dos cidadãos independentes neste processo, referindo que esta semana decorreu a apresentação de um documento no qual são elencados mais de 400 objetivos, estratégias e medidas.

O dirigente socialista destacou alguns dos aspetos do Programa do Governo, como “a posição central que as pessoas assumem neste processo”, exemplificando com as “políticas de qualificação e de formação do capital humano”, assim como “uma atenção permanente” aos cidadãos de maior fragilidade.

Um outro aspeto prende-se com “o desenvolvimento económico da região ligado à coesão”, apontando que, nesta legislatura, o arquipélago registou “taxas de crescimento em termos de turismo que vão muito para além” do histórico.

“O que pretendemos é também colocar no nosso Programa de Governo este aspeto, não apenas da definição de medidas que possam impulsionar o crescimento económico, mas sobretudo essa preocupação de rentabilizar e potenciar aquilo que cada ilha pode dar de impulso a essas políticas de desenvolvimento económico”, acrescentou.

Vasco Cordeiro, recandidato à presidência do Governo Regional, referiu, ainda, a participação cívica, defendendo a necessidade de um esforço na próxima legislatura no seguimento do que tem sido feito, “de incentivar uma cidadania cada vez mais eficaz, mais interventiva, mais elucidada”.

Nas últimas eleições regionais, a 14 de outubro de 2012, o PS elegeu 31 dos 57 lugares na Assembleia Legislativa dos Açores, enquanto o PSD, o maior partido na oposição, conquistou 20 mandatos. O CDS tem três deputados no parlamento regional, enquanto BE, PCP e PPM conseguiram um mandato cada.

Nos Açores, onde o PS governa há 20 anos, há nove círculos eleitorais, coincidentes com cada uma das ilhas, e um círculo regional de compensação.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.