Proteção Civil alerta para vento e agitação maritima em sete ilhas dos Açores

Proteção Civil alerta para vento e agitação maritima em sete ilhas dos Açores

 

Lusa/AO online   Regional   16 de Out de 2014, 11:08

A Proteção Civil dos Açores emitiu um alerta para as previsões de agitação marítima forte nos grupos Ocidental e Central, com ondas que poderão chegar aos sete metros e um aumento da intensidade do vento nas próximas horas.

 

Segundo o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA), o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) "voltou a prolongar o aviso de agitação marítima forte" para sete ilhas dos Açores, "onde a passagem de um sistema frontal provocará um aumento da intensidade do vento".

Assim, para o grupo Ocidental (Flores e Corvo), o alerta amarelo em relação ao vento é "relativo a velocidade média e rajada máxima", entre as 13:00 (14:00 em Lisboa) de hoje e as 06:00 (07:00 em Lisboa) de sexta-feira, "direção de sudoeste, rodando para oeste".

Quanto à agitação marítima, estão previstas "ondas de oeste/noroeste de seis a sete metros até às 18:00 locais (19:00 no continente) de sexta-feira".

Para o grupo Central (Terceira, Graciosa, São Jorge, Pico e Faial) o aviso amarelo é igualmente referente à "velocidade média e rajada máxima de vento, direção de sudoeste, rodando para oeste, entre as 18:00 de hoje (19:00 em Lisboa) e as 04:00 de sexta-feira (05:00 em Lisboa)".

As previsões apontam ainda para "ondas de oeste/noroeste de seis a sete metros até às 18:00 locais (19:00 no continente) de sexta-feira".

Face a estas previsões, a Proteção Civil dos Açores recorda quais são as medidas de autoproteção a adotar, nomeadamente a "desobstrução dos sistemas de escoamento das águas e a retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento".

Nas "zonas mais vulneráveis" as populações devem "manter limpos os sistemas de drenagem e consolidar telhados, portas e janelas e não despejar lixo ou entulho nas ribeiras, nem as obstruir com troncos ou ramadas".

Na estrada os condutores devem adotar "uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo cuidado com a possível formação de lençóis de água nas vias" e "especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas".

É também aconselhada uma "adequada fixação de estruturas soltas, como andaimes, placards e outras estruturas montadas ou suspensas".

A Proteção Civil desaconselha a prática de atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.