Birmânia

Prolongamento da detenção de Suu Kyi não surpreende

Prolongamento da detenção de Suu Kyi não surpreende

 

Lusa / AO online   Internacional   26 de Fev de 2010, 11:21

O governo britânico e activistas dos direitos humanos e da democracia na Birmânia admitiram esta sexta-feira ter recebido sem surpresa a notícia da confirmação da sentença da prémio Nobel da Paz Aung San Suu Kyi.
O Supremo Tribunal da Birmânia manteve hoje em detenção de Aung San Suu Kyi, confirmando a condenação a 18 meses suplementares de prisão domiciliária pronunciada em Agosto último.

O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, manifestou-se “chocado e desiludido” pela decisão, embora reconheça que a rejeição do recurso “infelizmente não é uma surpresa”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.