Prolongado aviso laranja referente a vento nos Açores

Prolongado aviso laranja referente a vento nos Açores

 

LUSA/AO online   Regional   29 de Dez de 2015, 14:46

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prolongou hoje o aviso laranja referente a vento forte para as sete ilhas que compõem o grupo central e ocidental do arquipélago dos Açores

O comunicado, atualizado às 15:17, refere que para as ilhas do Corvo e Flores, no grupo ocidental do arquipélago, o aviso laranja relativo a vento estende-se até às 21:00 de hoje.

Para as cinco ilhas do grupo central (Terceira, Graciosa, Faial, Pico e São Jorge) o aviso laranja referente ao vento dura até às 18:00 desta terça-feira.

O aviso laranja é o segundo mais grave numa escala de quatro e prende-se com uma situação meteorológica de “risco moderado a elevado”.

O IPMA mantém o aviso amarelo para a agitação marítima nas ilhas do grupo ocidental e central, prolongando a sua vigência, no primeiro grupo, até às 12:00 de quarta-feira, e no segundo grupo até às 06:00 de quarta-feira.

O aviso amarelo é o terceiro mais grave numa escala de quatro níveis e aplica-se a situações de risco para determinadas atividades dependentes das condições meteorológicas.

O mau tempo que se regista nos Açores levou hoje ao cancelamento de várias ligações aéreas, originou prejuízos em telhados de alguns imóveis e obrigou ainda ao encerramento do porto das Lajes do Pico.

Em comunicado, o capitão do Porto da Horta, nos Açores, Diogo Branco, determinou, “em face da evolução das condições do estado do mar, o fecho do porto das Lajes do Pico a toda a navegação”.

As condições meteorológicas nos Açores estão também a afetar as ligações aéreas, tendo a SATA Air Açores, que assegura os voos entre as nove ilhas, cancelado ligações para as Flores, Corvo, São Jorge, Pico, Graciosa e Horta, afetando cerca de 160 passageiros, disse à agência Lusa o porta-voz da companhia, acrescentando que a realização daquelas ligações "aguarda uma melhoria do tempo na Terceira para que o voo possa sair de Ponta Delgada" (São Miguel).

O Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores já recomendou à população a minimização de eventuais impactos do mau tempo, sobretudo através da adoção de comportamentos adequados, em particular nas zonas mais vulneráveis.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.