Projeto "Living in Azores" quer dinamizar setor imobiliário regional

Projeto "Living in Azores" quer dinamizar setor imobiliário regional

 

Lusa/AO Online   Regional   8 de Ago de 2014, 08:55

Uma plataforma eletrónica com toda a informação sobre o mercado imobiliário açoriano, que pretende abranger o universo das empresas regionais, é uma das componentes do projeto "Living in Azores", apresentado na ilha Terceira.

 

Com pouco mais de uma semana de divulgação, cerca de metade das imobiliárias do arquipélago já estão inscritas nesta plataforma, com uma centena de imóveis disponíveis, revela uma nota do gabinete de apoio à comunicação social da presidência do Governo Regional dos Açores.

A plataforma eletrónica tem como objetivo reunir, “de forma clara e transparente, toda a informação sobre o processo de compra de imóveis nos Açores” e estruturar a oferta interna do setor.

O vice-presidente do Governo Regional, Sérgio Ávila, salientou, na apresentação do “Living in Azores”, na Praia da Vitória, que a iniciativa visa criar, numa designação única, “canais de divulgação e promoção dos imóveis que existem na região e que podem ser adquiridos por investidores externos”.

O projeto destina-se principalmente aos mercados “de investimento e de segunda residência da comunidade da diáspora, ativos e reformados”, em particular no Canadá e Estados Unidos da América (EUA), acrescenta a nota do executivo.

O mercado de segunda habitação para turistas e reformados da Alemanha, Escandinávia, Espanha, EUA e Holanda, principais mercados de origem do turismo nos Açores, e ainda o mercado dos ‘Golden Visa’ da China e da Rússia são outros alvos de captação de investidores.

O “Living in Azores” incluirá, para cada mercado-alvo, um plano de ações a desenvolver “em articulação com todas as entidades regionais, nacionais e internacionais que possam contribuir para o sucesso do projeto”.

A localização geográfica e os benefícios fiscais e apoios regionais para quem deseje desenvolver negócios locais estão entre as razões identificadas no projeto para se viver nos Açores.

O projeto resulta da cooperação entre a Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores (SDEA), a Câmara do Comércio e Indústria dos Açores (CCIA) e a Associação dos Industriais de Construção Civil e Obras Públicas dos Açores (AICOPA).

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.