Programa Fal'ARTE prossegue no Museu de Angra do Heroísmo

Cultura e Social /
Fal'ART

1140 visualizações   

O Museu de Angra do Heroísmo prossegue sábado, pelas 15h00, com o programa Fal'ARTE, apresentando uma comunicação de Maria Assunção Melo.
 

Segundo nota do GACS, a comunicação de Maria Assunção Melo será sobre as mutações a que estão sujeitas as categorias estéticas da arte, em termos diacrónicos e civilizacionais, equacionando as relações estabelecidas entre estética e ética, no caso da arte contemporânea

 

O projeto Fal’ARTE insere-se no objetivo do Museu de Angra do Heroísmo de contribuir para a formação dos seus públicos, em termos de perceção e apreciação estética, integrando-se no plano de dinamização das exposições de arte contemporânea que usualmente ocupam a Sala Dacosta, como é o caso da instalação de Eduardo Carqueijeiro, intitulada "Lugar Fictício - Terra Prometida".

 

No âmbito deste programa, já se realizaram este ano, entre outras, sessões sobre a coerência do discurso expositivo de Dacosta e a identificação dos elementos iconográficos recorrentemente representados nas suas obras, mas também sobre os papéis alegóricos tradicionalmente atribuídos à figura feminina, as alterações dos cânones da beleza, os elementos caraterizadores dos diferentes estilos artísticos e as questões de autenticidade e de cópia.

 

Assunção Gil Correia de Melo é licenciada em História da Arte pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com Pós-Graduação em História da Arte Contemporânea e doutoranda da Universidade de Évora.

 

Realizou diversos trabalhos de investigação e de crítica de arte, com destaque para o livro "António Dacosta, a Clarividência da Saudade", lecionou na Universidade dos Açores, integrou o projeto MEDIAT / INTERREG III B e elaborou os Inventários de Arte Contemporânea e Arte Pública dos Açores.